Curte aí...

quinta-feira, 16 de julho de 2009

4 kids! (Para crianças menores de 95 anos)

Oi, gente! Estamos estreando hoje mais um programa na nossa emissora, devido à minha necessidade de voltar aos velhos tempos, sonhar, criar, imaginar, enfim. Eu sempre tenho essa necessidade e faço de tudo para supri-la, mas nunca é o suficiente. Hoje eu me superei. E juro que o que vou contar no programa de hoje é tudo verdade, nada de fábula não.

EU VI O PAPAI NOEL NO ÔNIBUS 9211 (HAVAÍ - CAETANO FURQUIM) E ELE ESTAVA INDO PARA O HAVAÍ!! (período de férias, sabe como é...)

Produção: Sara, Sara, joga um pouco de verdade nessa história que o ibope está abaixando, as pessoas estão mudando de canal, as pessoas não gostam de sensacionalismo!

Sara: Calma! Eu nem comecei a contar a história ainda! Era uma vez Sara Maionese entrando no 9211 depois de muito correr para alcançá-lo. Após pagar a passagem e rodar a roleta, percebo um velhinho muito gordo sorrindo com os olhos para mim. Ele tinha barba grande e branca, era careca no coco da cabeça, mas tinha cabelo grande. (Vocês visualizam esse tipo de penteado?). Tudo bem, ele não usava gorro como um típico Papai Noel, mas ele estava disfarçado, e isso é muito óbvio!!!

Vejam bem... O velhinho usava uma calça jeans azul clara, uma blusa social de manga curta listradinha de branco e verde. Quando bati o olho direito... Rá! Ele usava por baixo uma camisa vermelha!!! Vermelho, verde, branco = Natal. Vermelho é a cor típica do Papai Noel, embora versões digam que ele era azul, mas veio a Coca Cola e blá blá blá. Enfim. Na minha infância toda e até hoje... Papai Noel é vermelho. Inclusive nas bochechas. O velhinho do ônibus usava um par de sapatos marrons extremamente bem lustrados e sim, eu juro que não é viagem minha... Os bicos dos sapatos eram levemente arrebitados. Como se não bastasse todo aquele disfarce, o BOM velhinho trazia nas costas o seu saco, na versão super moderna Sansonyte. Fisicamente ele era assim.

O que mais me impressionou nisso tudo foi que além de sorrir com os olhos o tempo todo como Papai Noel, o velhinho, ao ficar de pé para descer do ônibus, brincou com uma criança (!!!) e ficou assoviando uma canção. O assovio dele não era um assovio comum, era muito mais alto e mais afinado que os outros, e a música era uma delícia de ouvir. E COMO SE NÃO BASTASSE TUUUUDO ISSO... (Caramba, vocês jamais vão acreditar em mim, mas eu juro que é verdade!!) O VELHINHO COMEÇA A SAPATEAR COM OS SAPATOS DE BICOS ARREBITADOS! Segurando nas barras laterais da porta do ônibus, ele bateu umas cinco vezes a sola do sapato esquerdo no chão meio que arrastando para frente e depois fez o mesmo com a sola do sapato direito. Isso tudo coreografado, no ritmo, um sucesso!

A esta altura, eu já estava completamente vidrada no Papai Noel, reparando todos os detalhes e rindo pra ele com o canto da boca. Não é que ele se vira pra mim e dá uma risadinha!? Desceu do ônibus com certa dificuldade, afinal, ele é um velhinho, e foi embora. Peguei o celular e descrevi todos esses detalhes pra eu não me esquecer de nada e contar pra vocês. FOI INCRÍVEL! PAPAI NOEL EXISTE E PASSA MESMO AS FÉRIAS NO HAVAÍ!

Voltei pra casa e contei para o meu pai. Há muito muito tempo ele me contou que Papai Noel não existia, só porque eu queria tirar foto com ele no shopping e não havia a menor paciência pra isso. E agora eu acredito em Papai Noel de novo!!! E assim Sara Maionese será feliz para sempre.


PS: Só faltou o ho-ho-ho.

PS 2: E pra comemorar e simbolizar esse momento criança de minha vida, assistam a 2 clipes fantárdigos da banda Sigur Rós. Coisa mais linda!! Ser criança é isso aí...

http://www.youtube.com/watch?v=Zr_MJAOyOeU (Glósóli)

http://www.youtube.com/watch?v=4L_DQKCDgeM (Hoppípolla)

Ass: Sara Maionese.

4 comentários:

Flavinha disse...

Bella,
Na saída do ônibus ele deu uma piscadinha pra você, porque notou que tinha o reconhecido!
Beijos

Bella Marcatti disse...

Típico do Papai Noel... ;)

Nandinha disse...

MAS EU RI MUITO ALTO NA PARTE DO SAPATEADO! hahahahaha

Ai Bebella.. hahaha me divirto

Beijos

Bella Marcatti disse...

Juro que é verdade! O dia que eu te encontrar eu vou te mostrar como que foi...

Beijo, Fê!