Curte aí...

quarta-feira, 9 de junho de 2010

O fantástico mundo de Bella.

Minha imaginação é muito fértil. Seria até legal escrever um livro. Pena que eu só penso idiotice.

A seguir, algumas das idiotices que nascem, crescem, reproduzem e infelizmente não morrem no meu cérebro. Leia se tiver com tempo e paciência.

Imagino relações amorosas entre as pessoas. Geralmente é entre uma pessoa que eu conheço (homem) e uma pessoa que eu não conheço (alguma vaca que eu vejo a simples foto no Orkut ou Twitter dele). Além de imaginar como e quando eles se conheceram e porque se adicionaram naquele meio de comunicação, eu imagino uma maneira rápida e eficaz de destruir aquele relacionamento. Um recado bem querido pra ele. Um recado anônimo ameaçando-a de morte. Imagino uma carta cheia de letrinhas de revista contando pra ela que ele é gay. (Porque dizer que ele tem namorada não adianta. Aí é que a vaca gosta mesmo.)

Todas as noites, antes de dormir, olho pra cara do meu ursinho de pelúcia, e fico imaginando qual será o rosto que vai substitui-lo um dia. Engraçado, a minha imaginação fértil não consegue elaborar um rosto novo, inédito. Quase todos os dias vem um rosto que eu gosto, mas tenho certeza de que o dono do rosto não gostaria muito, então eu tento mudar. Aí vem o rosto do cara que faz o filme P.S. Eu te amo. E olha que eu nem acho ele tudo isso, apesar de que ele é bem muita coisa. Mas é que no filme ele me passa tanto aquela imagem de maridão que eu quero pra minha vida, sabe... Que eu gosto de pensar nele nessa função substituto do ursinho de pelúcia.



Penso no dia que vou ter coragem ou necessidade de mudar o visual muito radicalmente. Do tipo cortar o cabelo muito curtinho ou ficar careca mesmo. Eu vou ficar horrível, com as maiores orelhas e o maior nariz do mundo. Nú! Com relação às orelhas, eu penso em colá-las com cola Super Bonder. As orelhas podem ser grandes, mas pelo menos não vão ficar com aquelas cartilagens transparentes e vermelhas contra a luz. E o nariz... Bem... Não tem muito jeito. Mas acho que quando eu ficar careca eu vou tirar o meu piercing, pra ver se chama menos a atenção. Ou eu deixo o piercing e assumo que é estilo, como eu já faço atualmente.


Gosto de criar vidas para as pessoas. Se estou na rua e vejo uma pessoa que me chama a atenção por algum motivo e eu olho pra ela por mais de cinco segundos, começo a imaginar toda a trajetória dela até ali. Onde mora, o que faz, porque está ali, o que gosta de fazer, de comer. Ou tento imaginar o que ela está pensando naquele momento. Já flagrei vários pensamentos românticos... Que são os que eu mais gosto de imaginar. Ainda mais quando dentro do ônibus eu consigo ver no papel de parede do celular dela a foto dela com o namorado. Se é foto sozinha, é solteira. Se o cara tem aliança, tem namorada. Mas pelo estilo de andar dele eu descubro se ele é fiel ou não. E crio até a amante. E me imagino pegando o celular dele e ligando pra menina só pra contar pra ela.

Imagino se um dia eu entrasse num lugar cheio de gente e começasse a cantar bem alto. Uma música que todo mundo conheça. E aí todo mundo vai cantando, feliz, todo mundo levanta, pára de fazer o que está fazendo e começa a dançar. Tipo coisa de filme. Mas eu é que ia começar.

Imagino que tem uma velha morando dentro do meu armário. Mas ela só fica lá de noite. E por isso eu sempre durmo com as portas do armário muito fechadas, porque ela fica me olhando, e ela é muito feia, toda deformada e curva. E debaixo da minha cama mora o Chuck. Por isso eu jamais durmo com qualquer parte do meu corpo pra fora da cama, porque ele pode puxar pra debaixo da cama! Mas é melhor mudar de assunto que já são quase 2 da manhã e eu fico com medo de verdade.


Imagino que o mundo pode ser apenas uma célula dentro de um corpo humano. E que estamos exercendo todas as nossas funções sem saber que estamos realizando pinocitose, fagocitose, mitose, e sei lá o que mais que um dia eu estudei na aula de biologia.

Essa eu já imaginava muito antes de existir aquele filme do Jim Carrey que eu esqueci o nome agora mas é muito bom. Eu sempre achei que o mundo girava em torno do meu umbigo. Não no sentido egoísta da coisa, mas no sentido de que todo mundo tava vivendo ali só pra testar o meu comportamento naquela situação. E eu ainda penso muito nisso, principalmente quando alguma pessoa fica me olhando demais sem um motivo aparente (uma meleca saindo do nariz, ou um fio de cabelo pra cima, sei lá.), e mais ainda quando é criança (porque criança não sabe que não pode ficar olhando pra cobaia da pesquisa senão ela percebe). E mais ainda, quando acontece uma super coincidência, do tipo, eu penso numa pessoa que não vejo há anos e encontro com ela na rua por acaso, ou ela resolve me ligar simplesmente pra saber como eu tô. Cara, tem alguém me sacando nessa história, eu tenho certeza!


Imagino se um dia eu parar de trabalhar com teatro. Essa com certeza é uma das maiores idiotices que eu poderia pensar. E a minha imaginação trava nessa hora. Porque eu não consigo me imaginar fazendo absolutamente nada além disso.

Acho que por hoje tá bom de idiotice. Obrigada por sua atenção.


PS: O filme do Jim Carrey se chama "Truman, o show da vida." Obrigada, Caique/Google.
PS 2: Eu ia colocar uma foto da velha do armário, mas fiquei com tanto medo que deletei. E a do Chuck taí pra ilustrar, mas eu tô com muito medo dele, confesso, e juro.
PS3: Olhem o ursinho. E não eu. Eu tinha acabado de acordar. Tô mais feia que a velha e o Chuck juntos.

Ass: Bella Marcatti

11 comentários:

Fedazunha disse...

Você pode por o seu ursinho para brigar com o chuck, ele tem mais pêlo, vai levar vantagem.

No meu armário eu sei que não tem velha nenhuma, porque não cabe! Mesmo se ela estivesse lá, eu teria dó. É muita sacanagem por a velha, mesmo que seja a mais feia, junto com meias, cuecas, blusas, prato de macarrão, embalagens de coisas usadas, coisas que eu ainda vou usar não sei pra que e com certeza outros organismos vivos.

Pessoal da proteção aos idosos cairia em cima...

Passageiros disse...

Adorei seu blog =)) e nesta parte "Penso no dia que vou ter coragem ou necessidade de mudar o visual" Lembrei que um dia vou te que mudar o visual.

Sei lá, sei que um dia isso vai acontecer, e neste dia o meu cabelo vai ficar igual a este vocalista, e nunca mais vou deixar crescer o cabelo.

http://www.youtube.com/watch?v=6h_e_tbLO3Q

Anônimo disse...

Ah, e o ator é o Gerald Buttler. E o sortudo mesmo é o ursinho...
Adorei as fantasias paranóicas e as crises de ciúme! Bela, vc vai encontrar seu maridão ideal sim, com certeza.

Vilarino disse...

entra pra comunidade minha "imaginação é foda"
admiro sua mente pra caramba, não é todo dia que a gente encontra uma imaginação com tanta liberdade assim...

Monique França disse...

Também adoro PS Eu te amo! Seu blog é super divertido. Se quiser dar uma passada no meu depois: www.memoriaseimpressoes.blog.com

Tô começando ele. Tinha um jornalistico (pq faço jornalismo), mas cansei de ser inteligente e resolvi fazer um tipo, nada a ver...

bjs

bjs!

Bella Marcatti disse...

Gente, que bacana! Pelos comentários a gente vê como o texto chega em cada um de um jeito, e que determinadas partes do texto se destacam pra cada pessoa.

@Gui: Meu ursinho é do bem. Ele não vai brigar com o Chuck. E queria que vc me explicasse essa história cabulosa de prato de macarrão dentro do armário. Isso traz seres mto piores do que velhas de outro mundo pra dentro do seu armário, tipo baratas, ratos e fungos. Pessoal da limpeza e preservação do meio ambiente cai em cima! Hahahaha! E vale explicar: a velha é um espírito, e ela só vem de noite. Eu não guardo ninguém dentro do meu armário, além do Ricardão, é claro! Hahahahaha!

@Passageiros: Se quando você tiver o "cabelo" igual ao desse vocalista conseguir cantar que nem ele, tá feito. Precisa de cabelo mais não! Linda música! =)

@Anônimo: Vc adorou minhas crises de ciúme? Se for homem, a ficha de inscrição para Maridão vc pega na saída. ;) Hahahahaha!

@Vilarino: Pra quê prender a única coisa em mim que pode voar?

@Monique: Obrigada por passear por aqui. Com certeza passearei pelo seu blog tbm. E que bom que resolveu falar de coisas à toa... São as melhores coisas pra se falar, na minha opinião. Mas sempre com inteligência!!

Beijos a todos!

Anônimo disse...

Esse foi um dos posts mais legais q eu já li em um blog haha
E deu pra me identificar em alguns!
Thiago

Bella Marcatti disse...

@Thiago: E esse é um dos melhores elogios que já recebi. Com tanto blog por aí, tanta coisa legal... e vc curtir e se identificar com o meu texto... Valeu mesmo!

Abraço!

JORGE SCARASATI disse...

HAHAAHHA, QUE SHOW HEIM! VC DEVE SER MAIS SENSÍVEL DO QUE CONSEGUE PERCEBER... JÁ LEU SOBRE "PES", PERCEPÇÃO EXTRA SENSORIAL?

OBRIGADO PELAS RISADAS, ABRAÇO!

Bella Marcatti disse...

Percepção extra sensorial!?

Nunca ouvi falar, do que se trata? Interessei. E se eu tiver mesmo isso!?

Abraço!

JORGE SCARASATI disse...

É BEM INTERESSANTE MESMO, EU TENHO UM POUCO, PODEMOS CONVERSAR HORAS SOBRE ISSO, HEHEHE, A GENTE SE FALA, BEIJO!