Curte aí...

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Momentos de reflexão... (a embromação da madrugada)

"O amor é uma dor. É um tédio sem remédio, como um prédio desabando. Assim sigo te amando, deixado de lado, sem ser amado..."

Alguém lembra desse poema completo e certo? Tenho a impressão de que errei alguma coisa no final. Mas não importa.

Ilustra um bocado do meu dia de hoje:

Acordei quase 14h. Todos já haviam almoçado e as louças já estavam todas lavadas. Ao mesmo tempo em que chovia muito lá fora, dentro do meu quarto fazia um calor insuportável. O edredon esquentava mais ainda o meu corpo todo, mas eu não consigo dormir descoberta e nem sei mais dormir sem o meu edredon que ganhei no meu aniversário. Minha pele acorda cada dia mais oleosa. Se fosse um pouquinho mais cedo eu sugeriria pra minha mãe fritar um ovo na minha cara pra completar o almoço. E se alguém quisesse uma batatinha frita, sem problemas, bastava torcer o meu cabelo em cima de uma frigideira. O pijama encardido, as unhas com esmalte descascado de 2 semanas atrás, levantei descalça, fui ao banheiro fazer um xixi muito quente e muito amarelo. Dei uma lavada no rosto, nas mãos, fiquei enrolando pra almoçar.

Ultimamente não tenho tido apetite pra comida. Comida tipo arroz, feijão, carne... Queria ficar sem comer nada na verdade, mas já que tem que comer, então melhor comer um sanduíche levíssimo de alface e tomate com uma fatia de mussarela. Chocolate não, que hoje é segunda feira, não é dia de chocolate. Esquentei a comida no microondas e comi tão rápido, mas tão rápido que fiquei me sentindo mal depois. Toda hora eu arrotava a farofa. Comi rápido pra ver se acabava logo. Tomei suco de maracujá (refrigerante agora só no Natal do ano que vem, lembra?) e conversei no telefone com algumas pessoas que andavam viajando e resolveram voltar e me dar um alô, saber das novidades, em sua maioria trágicas da minha parte.

Engraçado, eu penso que é quem volta de viagem é quem tem as novidades, não? O povo viaja pro nordeste, fica 10 dias na maior diversão e volta dizendo: "Ah, foi legal. Mas me conta..." Eu acho que o mundo precisa de um pouco mais de encanto... E como me disse uma amiga minha uma vez copiando de algum autor chique desses aí, o mundo precisa de um pouco mais de espanto! Estou realmente espantada com a falta de espanto das pessoas. Aposto que é muito mais prazeroso acordar e ver o mar do que acordar, ligar a TV e ver a quantidade de acidentes nas estradas no feriado de natal, ou as casas destruídas por causa das chuvas de fim de ano. Ou ainda, veja que espantoso, as vendas em Belo Horizonte aumentaram 6,5% em relação ao mesmo período do ano passado, o pessoal da CDL está super confiante JÁ PARA O MESMO PERÍODO DO ANO QUE VEM! Eles nem comemoraram ainda o resultado de 2009 e já estão prevendo para 2010. Desse jeito felicidade não dura mesmo, as pessoas nunca estão satisfeitas com o que têm... Nem com o presente elas estão satisfeitas, isso é realmente muito espantoso, e nesse momento eu falo por mim também. Não estou satisfeita com um monte de coisas do meu presente, inclusive pelos presentes que não ganhei neste natal (mas isso já faz parte do passado, melhor deixar pra lá.).

Enfim, e depois de conversar com essas pessoas eu sentei a bunda na frente desse computador aqui e assim permaneci por um bom tempo. O MSN anda bem vazio esses dias, e eu ando me ESPANTANDO com algumas pessoas que vieram conversar comigo. MSN é um meio de comunicação meio controverso, você nunca sabe se a pessoa está falando sério, com ironia ou nem tá prestando atenção no que vocês estão conversando porque além de falar com você ela está falando com mais umas cinco ou seis pessoas ao mesmo tempo. O cara que me elogia muito é muito gentil e muito simpático, mas eu nunca sei se ele está apaixonado, se apaixonando, ou fazendo hora com a minha cara só pra me pegar. E o que me deixa mais confusa é que ele é bem bonito, mas eu não posso confiar porque ainda não vi os olhos de cigana oblíqua e dissimulada que ele pode de perto ao me falar essas coisas. (Apesar de que, cuidado meninas, muitos carinhas por aí conseguem simular olhos de apaixonado sem nem estar de verdade! Isso exige um pouco mais de análise e astúcia da sua parte...). Vários outros falam de coisas aleatórias, perguntam como foi o Natal, perguntam da peça que virá, perguntam como vai o meu coração (e é da sua conta?), perguntam sobre o meu reveillon.

Pf. Reveillon. O que é o reveillon? Uma noite como qualquer outra noite, em que todas as esperanças se renovam, onde de um segundo a outro tudo parece possível e lindo e maravilhoso e... juro que esse ano eu num tô nem um pouco animada pra reveillon. A mudança tem que acontecer dentro da gente, o ano novo está dentro de cada um, e eu não quero e nem preciso esperar o dia 31 de dezembro à meia noite, com uma calcinha cor de rosa e uma blusa branca que eu pretendo comprar amanhã no shopping pra começar as minhas mudanças e os meus desejos de muita felicidade pra mim mesma. Eu já desejo muita coisa boa pra mim, e já faço planos para o meu futuro, e já TENTO, eu disse TENTO, não disse CONSIGO, fazer de cada novo dia uma nova oportunidade pra ser feliz. (Óh, fui profunda agora num fui?) O fato é, eu só tô com esse papinho recalcado porque até agora eu não resolvi o que vai ser do meu reveillon, e eu desejo com muita força que ele não seja tão ruim como vários que eu já tive ao longo dos meus longos 23 anos de existência.

Mas eu comecei a viajar e me perdi... Eu tava falando do meu dia. Então, quando foi lá pras 17h eu tomei vergonha na minha cara e fui tomar um BANHO. Lavei o cabelo com shampoo cherosinho, penteei ele com muito cuidado e muita calma, pra ver se caía menos, porque se continuar no ritmo que tá, tendo em vista as últimas lavagens, eu vou ficar carecássa e isso é preocupante. Num resolveu muito pentear ele devagar não, os fios que queriam sair saíram de mim na maior cara de pau. E saí do banheiro tão mais leve, não sei se foi o óleo do meu cabelo que saiu ou o próprio cabelo que caiu em peso, mas enfim.

Fui pra frente da TV, me espatifando ao máximo no sofá novo com mecanismo retrátil nos três assentos (óh que chiqueza!) e vi a novela das 6, MGTV, das 7 e só parei na hora do Jornal, porque minha bunda tava dura já. Talvez o sofá esteja muito novo e um pouco duro ainda pra proporcionar horas de muito conforto e bem estar pra minha coluna e nádegas e pescoço e tal. Voltei pro computador. Novela das 9 (preferida!) e o filme O DIABO VESTE PRADA. Eu já tinha visto, mas hoje eu achei aquela Anne Hathaway mais bonita que de costume, e adivinhem só, eu estou decidida a cortar o meu cabelo igualzinho ao dela. Já parece um pouco (o cabelo gente, o cabelo!), mas eu quero igualzinho! A ilusão de ficar parecida com ela né, fazer o quê, eu confesso... Talvez um nariz um tanto menor, uma boca mais carnuda... Quem sabe...? E quem sabe ter dinheiro pra andar com umas roupas chiques assim que nem as dela, quem sabe? E ter um namorado bonito que nem o dela, quem sabe? Quem sabe, quem sabe, quem sabe...

E voltei pro computador. E me disseram que eu só sei reclamar da vida. Ultimamente as pessoas têm falado com muita franqueza o que pensam sobre mim. Coisas ruins, é claro, porque falar coisas boas é tarefa muito mais difícil pra algumas pessoas, infelizmente. Em vez de ficarem criticando, porque não se olham um pouco e descobrem o que podem fazer de melhor? Disseram que eu sou FALSA e FORÇADA, e disseram que eu sou EGOCÊNTRICA. Jusitificativa não me deram, então eu me sinto na obrigação de desconsiderar. Essa de reclamar da vida teve até prova, então tá certo, eu reconheço que hoje eu reclamei de tudo mesmo, porque fiquei o dia todo dentro de casa e isso me deixa um bocado irritada e eu começo a achar tudo ruim, o que não sei se é um defeito, mas é um direito meu. Eu tô na minha casa, é final de ano, está chovendo, nada pra fazer e eu posso reclamar do que eu quiser, porra!!

Uma coisa boa tem pelo menos. Quando passo o dia todo em casa assim desse jeito, eu páro pra pensar em um monte de coisas, como essas que estou postando pra vocês hoje. E um monte de coisas mais que não dá pra postar aqui, mas que estão aqui, fervendo na minha cabeça. Coisas úteis e inúteis, confesso. Inúteis mais ainda, percebe-se pelo que eu escrevo né? E aproveito para agradecer a todos os que tiram um tempinho do seu dia pra me ler. Coloquei um contador de cliques no meu blog e o número sobe muito a cada dia, isso me deixa muito feliz. Gostaria que todos que lessem comentassem, só pra eu ter ideia do que acham. E não tem problema se você for dessas pessoas com dificuldade pra falar coisa boa, eu prometo apagar o seu recado se ele me fizer mal de alguma forma.

Por agora esgotou a fonte de bobagens. Desejo a todos uma ótima noite.

Ass: Sara Maionese.

Rá, achou que era eu? Não né. É a Anne Hathaway. Com o meu futuro cabelo.

11 comentários:

nandinhacamisasca disse...

Nossa, que post grande! Digno de um post de final de ano!

A Anne é linda.. o cabelo dela é mara .. vai ficar ótimo em você! =) Nada como um bom corte de cabelo para renovar o animo .. haha

hahah eu tbm não sei dormir descoberta .. affe, pq somos tão parecidas ? ahahah

De vez em quando é preciso passar o dia todo em casa, justamente para pensar nas coisas que nos acontecem! Quando estamos entre várias pessoas, na correria da rua passa tanta coisa despercebida em nossas vidas e que a gente TEM que refletir sobre isso, para tirar proveito de alguma delas e já descartar as demais ..

ô eu falando mto tbm.. hauah tô com sono, então se eu falar mta bobeira descarta!

te adoro, você é o máximo! Tenha fé, e receba 2010 de abraços abertos..
Esse ano promete!!!!!!!!

Bella Marcatti disse...

É, o post ficou grande mesmo...eu acho que eu tava com sono e se eu falei muita bobeira, descarta! Hahahaha!!

Dps eu posto uma foto com o meu cabelo novo, vou cortar amanhã de manhã! =)

Eu tbm adoro vc, prima, vou receber esse ano com os braços, as pernas, o peito, tudo aberto!! Eu quero só coisa boa pra mim! 2010 promete pra gente, vamos arrasar!!! Urrul!!

Bejão e mais uma vez obrigada por me ler. Mesmo nos posts grandes.

Flávia Dalle disse...

Uhuuu!
Amo mudanças de visual!
Hoje mesmo pensei que se tivesse cabelo médio para longo cortaria a franja! kkk!
Anime-se!
Corte o cabelo, compre sua blusa branca e renove suas energias desde já para que 2010 venha o melhor para todos nós!
Beijos

Bella Marcatti disse...

Sua mensagem veio numa hora muito boa. Eu comprei a blusa, mudei o visual e tô aqui lamentando um monte de coisas sem pensar no momento especial que terei amanhã. =)

Obrigada, linda!

Bu disse...

"FALSA - FORÇADA - EGOCENTRICA"
???????????????????????
Sem dúvidas, essas são as péssimas qualidades q vc NÃO TEM!
Opinião de quem te conhece mto bem... (eu acho) o lado positivo e o negativo.

Bu disse...

Ahhhh...
Eu teria vários comentários pra fazer nesse post. Só q vou ficar parecendo um leitor fanático e chato...
rsrsrs!

Bella Marcatti disse...

Viu gente? Ele me conhece muito bem (e como ninguém) e tá falando que eu não sou nem falsa, nem forçada e nem egocêntrica! Então se vc pensa ou me disse isso vai tomar no meu do seu!!

Obrigada por me defender, Bu.

E não poupe comentários. Eu já disse, se for ruim pra mim eu apago! Mas se forem bons comentários eu aceito de bom grado! =)

Beeeeejo!

Leo22decastro disse...

Nossa! Jurava que era vc na foto! rsss
Que belo desabafo!! Acho que o mundo seria bem mais feliz se as pessoas tivessem mais "espanto", espanto com as coisas boas, falar coisas boas de alguem é mais dificil que falar ruins de nós mesmos, Tem q ter coragem, falar mau é muito facil...
estamos sempre atentos pra tragedias, desgraças e defeitos das pessoas, mas ninguem olha pra mulher que ajuda o mendigo na rua, nem pro cara que arranca o sorriso de uma criança doente!
Continue acreditando em vc que daqui a pouco a Anne Hathaway vai ta se perguntando "Quem sabe, quem sabe, quem sabe..." rsss

Grande bjo
otimo 2010
já ia esquecendo, Como foi o Natal? e o coração como vai? e o Reveillon? kkkkkkkk

Bella Marcatti disse...

Vc achou que era eu na foto pq vc me viu poucas vezes nessa vida! Rs!

E sim, eu pretendo me espantar mais com as coisas no ano que vem, acho que já me espanto muito, e tanto que às vezes me faz até mal! Tenho que achar o meio termo bom disso...

Adorei seu comentário, obrigada por ler! Feliz 2010!

Abrassssss!

Vilarino disse...

texto lido.
(coment.: relatos crus do cotidiano são interessantes, adoro textos descritivos, onde o autor revela seus conflitos psicológicos e tragédias pessoais... mostra que as pessoas não feitas só de banalidades, existe toda uma gama de sentimentos remoendo por dentro e muitas vezes eu me encontro neles.)

Bella Marcatti disse...

No fundo no fundo é todo mundo igual. Mesmo que não seja dito, todo mundo sente muitas coisas através das coisas banais do cotidiano e se identificam quando alguém resolve falar. Mesmo quem é do contra, né, Sr. Vilarino?

Obrigada pelo comentário e fico feliz que se encontre nas coisas que eu escrevo. =)