Curte aí...

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Intercâmbio (E a saga continua...)

Ia começar essa postagem como iniciei a do primeiro intercâmbio, passando para vocês, queridos leitores, a situação atual da pessoa que vos escreve. Logo percebi que a cena não é lá muito diferente da última vez. O quarto continua uma bagunça, a minha posição é a mesma, a música que ouço é a mesma, o clima é o mesmo. A roupa é que não é a mesma, mas essa eu nem deveria falar, porque está tão feia e tão desleixada quanto a da última postagem, e tendo em vista o nosso tema de hoje, acho que não é nada legal eu acabar com a minha imagem. Não me justificando, é claro, mas é que eu já estava indo dormir sem sono quando meu velho e bom amigo Guilherme Santi (lembram-se dele, né?) me chamou no Gtalk propondo um outro intercâmbio, e já com tema certo! E eu, que já tenho inspiração de sobra na maioria das vezes, ainda com o tema na mão, não pude achar melhor. Aproveitei a falta de sono e topei na hora. E é com muita honra que apresento a vocês...

A ANÁLISE DO ESTILOS MASCULINOS ATRAVÉS DO FIGURINO!!!

Todos nós já vimos em algum programa ou revista de moda que a maneira de se vestir mostra aquilo que a gente é. E que independente da moda, temos que vestir aquilo que nos faz sentir bem, à vontade, satisfeito e feliz com a gente mesmo. Pode até ser. Mas tem homem por aí que segue essa lei à risca demais... E não tá nem aí pro que veste, ou o que parece. O fato é que eu andei pesquisando e destaquei alguns estilos de rapazes (de roupas de rapazes) que vimos todos os dias nas ruas. E analiso:

1) Estilo largadão: Bermuda velha (geralmente rasgada ou já desfiada nas beiradas), camisa desbotada (geralmente amassada ou manchada de molho de macarrão), chinelo havaianas à la pedreiro (aquela branca com as tiras azuis) ou à la mauricinho antepassado (aquela branca com a bandeirinha do Brasil), mas ambas encardidas. Para não precisar pentear o cabelo, um boné de aba reta qualquer que não combina nem com a camisa, nem com a bermuda e muito menos com o chinelo. Para compor, acessórios como correntes de prata que mais parecem coleiras e nos tornozelos fitinhas de Bonfim ou aquelas entrelaçadas com as cores do olodum. Vejo essa figura andando pelo meu bairro pra ir na padaria ou na locadora. Conhece todos da redondeza, acha que pega muitas mulheres, anda folgadamente. (Imagino que a cueca, se houver, já está pra lá de frouxa, o que permite essa caminhada malemolente). Usa muitas gírias, do tipo "zim, zé, fi, véi".A barba está por fazer e mesmo quando vai se encontrar com a namorada, que tadinha, geralmente se arruma e se emperequeta toda, não muda de roupa. É sempre aquilo ali. Aquele escracho em forma de homem. Não importa se vai a uma festa chique ou a churrasco na esquina. Só muda a camisa pela camisa do time do coração nos dias de ir ao estádio.


2) Estilo mauricíssimo/nerd: Camisa Pólo abotoada até o final, para dentro da calça jeans de cor média (nem clara demais, nem escura demais). Relógio à la Faustão, com pulseira prateada. Uma correntinha dourada com uma medalhinha de Nossa Senhora no pescoço (mamãe que deu), e sapatos de couro maravilhosamente engraxados, combinando com o cinto. Barba feita, cabelo partidinho de lado. Podem usar suéter (Suéter!!!). Geralmente são extremamente educados, falam baixo e talvez por isso são confundidos com gays ou nerds (rá, eu confundi). São extremamente cheirosos. E mesmo quando feios, nunca estão sozinhos. São confundidos com bonitinhos, porque bonitinhos são feios arrumadinhos.


3) Estilo retrô contemporâneo chique eu não ligo mas acho que tô na moda: Esse tipo é mais difícil de definir. Qualquer coisa pode ser utilizada. Sobreposições, transparências, estampas, xadrez, brilhos, lenços, acessórios variados, várias cores (inclui óculos de plástico coloridos, putz!). Tudo ao mesmo tempo e não precisa combinar. Na maioria das vezes, são blusas "de cagar em pé", vulgo muito curtinhas que quando ele levanta os braços pra segurar no ônibus, é possível ver os cabelinhos da barriga dele. As calças também são justas até nos tornozelos, apertadas e mostrando o cofrinho. Contrastam com o pé grande coberto por um All Star sem cadarço, ou um coturno, ou uma papeti. Vai saber, tudo é possível. Os cabelos variam, geralmente com franjas que cobrem parte da visão e por isso a postura desses caras é meio comprometida, como se a coluna se curvasse pra frente. Pode ser também um moicano duro pra cima, ou uma parte raspada e outra sem cabelo. Os cabelos costumam ser sujos, sebosos, ou extremamente limpos. Vai saber, tudo é possível. Os que têm mais grana são vistos na Savassi. Os que não têm, Shopping Cidade. Não dá pra definir a personalidade desses caras... Porque vai saber, tudo é possível!



4) Estilo riponga:
Calça froxoló listrada com cores pastéis, geralmente amarrada na cintura com um cordão da mesma cor. Uma camisa básica, sem estampa ou com a cara do Bob Marley ou Che Guevara (Não me pergunte o que tem a ver uma coisa com a outra.). Sandalinha de couro da feira Hippie. Pés cascudos, unhas sujas, bolsa de artesanato cruzando o tronco e batendo na bunda froxa durante a caminhada lenta e ritmada. Os cabelos são longos e às vezes presos por um elástico ou dread. Barba grande. Um cigarrinho de palha atrás da orelha se aplica em alguns casos. Esse tipo você vê lá na UFMG. E se quiser refletir sobre a vida ou pedir ajuda, conselhos, se tiver se sentindo preso ou sem perspectiva, pode conversar com eles. São extremamente simpáticos, amigos, companheiros, e muito, muito, muito inteligentes. Entendem de história, arte, filosfia... E sempre levam algum instrumento consigo.


5) Estilo boyzinho:
Camisa de marca. Calça ou bermuda de marca. Tênis de marca. Óculos de marca. Relógio de marca. Cinto de marca. Meia de marca. Cueca de marca. Tudo da melhor marca. Da marca mais bonita. Os boyzinhos geralmente se vestem de forma simples, não usam muita estampa, não abusam das cores. E por isso, estão sempre bem vestidos. (Podem falar que tô puxando o saco dos boyzinhos... Mas na miiiiiinha opinião feminina, são a minha preferência. Não pelas marcas, eu juro! É pelo estilo mesmo.) Os cabelos são estilo surfistinha ou arrepiadinhos com gel. E eu não me lembro de ter conhecido nenhum boyzinho fedorento. São extremamente cheirosos e preocupados com a aparência. Alguns são bobos, infantis e retardados, pegadores de mulheres, baladeiros, cachaceiros, bagunceiros, irresponsáveis. Outros são capazes de manter uma conversa bacana por mais de uma hora, o que é raro, mas existe. E dependendo da criação, alguns deles nem são tão galinhas assim. Os boyzinhos só ficam sozinhos porque querem. As mulheres adoram. Até eu! Pronto, falei.



6)Estilo clássico: Aqueles que só usam roupa social. Ok, alguns trabalham com roupa social, mas daí sair pra todos os lugares com roupa social? Pra quê? Pra parecer mais adulto, mais responsável, mais importante? Geralmente esse estilo assola estagiários e recém formados, e dependendo do lugar em que trabalham, se sentem tão bem, que nem o crachá eles tiram. Ficam o dia todo com a plaquetinha pendurada no pescoço. Na balada, no bar, no restaurante, no cinema, sempre identificados. E quando querem fazer um charme ou suspense, ou querem esconder a realidade sem perder a pose, colocam o crachá dentro do bolso da camisa, de modo que a gente só vê a fitinha com o nome da empresa no pescoço, mas não vê o nome, nem a foto, e nem a função do cara. Eles sempre usam palavras difíceis e gostam de ficar explicando coisas complexas que você jamais teve interesse em entender.


ANEXO: O desabafo.

ABADÁ NÃO É CAMISA!

BLUSA À LA AGOSTINHO CARRARA É O Ó!

REGATA DE CAMINHONEIRO DÁ VONTADE DE MORRER!

BERMUDA COM MEIA NO MEIO DA CANELA E TÊNIS GRANDE E CANELA FINA É MUITO FEIO!

BLUSA "MAMÃE SOU FORTE" É RIDÍCULO!

PRA DEIXAR APARECER A CUECA, TEM QUE SER UMA CUECA BONITA!

REFORÇO: CUECA FROXA NÃO DÁ!

CORTEM AS UNHAS DOS PÉS QUANDO FOREM USAR SANDÁLIAS OU CHINELOS!

TÊNIS COLORIDOS, TIPO VERDE, AMARELO, VERMELHO, É O FIM!

CALÇA JEANS E SAPATO SOCIAL É FEIDIMAIS!

BERMUDA E SAPATO SOCIAL É PIOR AINDA! APENAS VOVÔS É QUE PODEM USAR.

E eu poderia ficar horas desabafando. Mas acho que já tá bom. Já deu pras meninas analisarem comigo e os meninos sacarem o que tá rolando por aí.

Quem quiser ver a versão masculina sobre o figurino feminino, acesse www.fedazunhagem.blogspot.com. Este foi mais um intercâmbio entre Bella Marcatti e Guilherme Santi, espero que tenham curtido. Se alguém quiser sugerir algum tema dos universos masculino e feminino para o próximo intercâmbio, esteja à vontade!

Aquele abraço!!

PS: Deixo bem claro que essa postagem não tem a intenção de ofender ninguém. Não sou a dona da verdade, isso é apenas uma brincadeira, ok, rapazes?

Ass: Bella Marcatti.

4 comentários:

Fedazunha disse...

Depois dessa, digo: Adão que era feliz! haha
Adorei Bella e confesso que achei uns 2 itens ai que eu usava..kkk
Mas tenho certeza que no meu blog, você vai achar muitas coisas em comum...rs
Bjoss

Rafael Protzner disse...

Não me identifiquei com nenhum estilo. E ainda descobri q vc sempre achou meu allstar vermelho feio. Puxa vida não é.

Nandinha disse...

hahahaha.. morro de rir! hahaha
ao ler o post fui identificando um monte de figuras do meu convivio.. hauahauahauha

Bella Marcatti disse...

@Fedazunha: 2 itens que USAVA?? Aaaa colé, Gui! Pode falar que cê usa ainda vai... Ou parou de usar dps de ler o post?? Hahahaha! Obrigada pelo tema, foi um presentão! Beijo!

@Bu: Vc realmente não se encaixa em nenhum estilo. É a mistura de todos eles! E eu gosto do all star vermelho sim. All star é sempre bonito. ;)

@Nandinha: Sim, eles estão espalhados por aí! =) Obrigada por acompanhar!!